Escrito na Madrugada | Filmes, séries, comportamento e um infinito mais!
03set 2017

#30DiasDeEscrita – Day 3: Ficção de romance

Postado por às em Fictício, Textos

Day 3 – Um gênero que você nunca tenha escrito antes

Estávamos abraçados assistindo How I met your mother, novamente, como sempre gostamos de fazer. Enquanto acariciava seu braço, apoiada em seu ombro, notei.

– Seu braço está com uma coloração diferente… Está se sentindo bem?
– Estou.
– Tá meio verde, mor. Não sentindo nada estranho? – Toquei seu braço, verifiquei se a palma da minha mão também não ficava verde. Senti sua temperatura e até o cheirei. Ele riu, reagindo à piada da série.

No dia seguinte, depois que ele saiu do banho percebi que não era só o braço que estava verde, haviam grandes manchas pelo corpo todo. Fiquei boquiaberta.

– Você não vai ao médico?
– Porque deveria?
– Porque está verde!!

Ele desdenhou.

Algumas semanas se passaram e mal conversávamos sem que eu ou ele ficássemos nervosos. Eu vi sua pele criar uma textura esquisita, quase gosmenta. Seu olhar mudou e às vezes achava que era só comigo. Eu não fazia ideia do que ele estava se tornando! Eu não sabia como lidar, não sabia como controlar meus sentimentos em relação à tudo isso.

Estávamos nós sentados na cama, cada um em um canto. Seus olhos estavam basicamente se unindo em um só, assim como seus dedos estavam se tornando apenas 3 dedos compridos em cada mão, sua pele além da textura e cor – cheirava diferente e sua maneira de expressar já não era mais a mesma.

 – Lá vem você falar essa língua esquisita de novo, eu não entendo! Tente se comunicar comigo! Você nem ao menos tentou ir ao médico, tentou se ajudar ou tentou ME deixar TE ajudar. Eu não consigo te ajudar sozinha. To indo embora. 

Juntei todas as minhas forças, nossas histórias, nossas lembranças, nossas memórias, nossos momentos, nossa relação, todas as minhas energias e coisas… E parti. Caminhando com minhas coisas nas costas até minha casa, algo me atingiu. Meu corpo nunca doeu tanto. Você me atropelou e fugiu. Meu coração nunca ficou tão em pedaços. Mas logo à frente, mesmo estando desnorteada sei o que vi: Parou o carro e esperou que te levassem embora. Uma grande luz se iluminou sobre seu corpo modificado e eles finalmente te levaram embora.

Me deixou desolada e agora conto essa história numa cama de hospital.

Mas vou melhorar…

Título: Me apaixonei por um ET

 

30ago 2017

#30DiasDeEscrita – Day 2: Estamos retrocedendo?

Postado por às em Pessoal, Textos

Day 2 – Escreva sobre algo histórico | Estamos retrocedendo?

Quando abro a internet, muitas coisas me lembram épocas históricas perturbadoras. As pessoas ao mesmo tempo em que têm um espaço para expressar seus pensamentos de forma livre, não podem ser completamente livres dos pensamentos expressados pelos outros. A era de caça as bruxas parece que nunca realmente acabou. Não sou do tipo que acredita que homosexualidade, questões de gênero, feminismo etc só estão começando a existir agora. Não! Sempre existiram mas, assim como eu penso, chegou a hora de se libertar! Com tanto avanço na ciência, tecnologia e – com certeza em alguns – jeitos de pensar, já era hora de percebermos que todos somos diferentes. Ninguém é igual à ninguém. E que bom que isso não acontece! O mundo não andaria pra frente se fôssemos todos médicos, engenheiros, designers, etc. Temos as nossas diferenças pois precisamos das mesmas.

Óbvio que é compreensível pessoas mais velhas com tais pensamentos repressivos, cresceram com diálogos dizendo que tudo isso era errado e provavelmente tentarão educar seus futuros familiares ao mesmo tipo de raciocino. Porém, quase 90% dos Brasileiros (vou focar no Brasil. Preconceito existe em todos os lugares mas ainda vivo aqui e ainda vivo a realidade brasileira) possui internet, possui acesso à informação. Muito fácil sair da caixinha e perceber que homossexualidade não é motivo pra torturas, tatuagens não significa que a pessoa será presa ou não terá futuro, que a mulher nasceu para servir o homem.

  “Ai Camila você não pode falar sobre isso porque não vive”
MAS OI?

Eu tenho OLHOS. Eu SINTO. Vejo meus amigos passarem por preconceitos A B S U R D O S que me fazem pensar que não estamos espiritualmente vivendo na mesma época que esta pessoa preconceituosa. Meu querido, acabou suas desculpas pra isso. O próprio idioma interfere um pouco quando queremos nos expressar – porquê existir elE ou elA, falta algo mais! Já está na hora de nos colocarmos em frente às portas de câmaras de gás, em frente à fogueiras injustas, em frente e enfrentando essas opiniões mesquinhas. Muitas profissões foram criadas, outras deixaram de existir. Porque você acha super divertido receber pornografia inadequada por um tijolo digital na sua mão e acha errado duas pessoas do mesmo sexo se amarem e respeitarem, criando famílias – oportunidades para tantas crianças querendo amor pelo mundo! A bandeira que eu seguro é a bandeira do amor. E nele você vê o respeito, carinho liberdade de expressão, bondade, cumplicidade, empatia. Tudo o que peço e espero… É que continuemos à partir de 2017, que não retrocedamos. E então poderemos marcar o século XXI como um dos mais revolucionários, o século que mudou toda a história.

 

Música: Pabllo Vittar – Tara

 

29ago 2017

#30DiasDeEscrita – Day 1: Descreva um lugar

Postado por às em Pessoal, Textos

YEY!!! Vi esse desafio no pinterest, eu ando super empolgada e não resisti: QUERO FAZER! Bora?! Não sei se vai dar pra ser todos os dias, PORÉM… Escrever 30 textos já vai ser muito legal né? Pra mim e para o blog. Espero que vocês gostem.

 

Day 1 – Descreva um lugar

Na parede aproximadamente 10-15 polaroids penduradas por pisca-piscas. Luzes fazem ela feliz, seus olhos brilham.  Nas fotos momentos que a marcaram de forma inexplicável, muitas delas substitutas de lembranças que doem demais para permanecerem no local. Em sua escrivaninha o computador (vulgo “vida”) que batalhou tanto para conquistar, um C bem iluminado e um abajur de unicórnio rosa. A mesa vive bagunçada de cadernos, canetas para escrever e desenhar, chá e remédios. A cima, uma TV quase inutilizada.

Na estante branca em forma de cristaleira à esquerda, alguns livros ganhos, livros lidos, livros pra ler, bichinhos de pelúcia, Pop Funkos e fotos. Do lado direito sua primeira estante, vermelha como ela, amorosa e acalentadora como ela. Cheia de livros, cadernos, manuais e lembranças. Dois filtros do sonho que ganhou de duas amigas especiais anos atrás. Ela sente saudade.

Continuando o sentido horário sua porta preta tem história, assim como a parede cheia de recortes de revista, fotos antigas, letras de música, desenhos e todas as formas que ela pudesse se expressar ali. Como uma tatuagem. Seu armário com roupas que coleciona e outras que não consegue se desfazer. Seu espelho de meio corpo que não enxerga o certo, suas bagunças de penteadeira – maquiagem, perfume, remédios… Sua cama, geralmente decorada com muitos cobertores (sente tanto frio!) vermelhos. A parede em cima da mesma muito bem pensada e feita com muito amor. Molduras com ou sem artes, espelhos. Tudo que representa uma entrada, uma saída, a exposição da verdade.

A prateleira em forma de “jogo da velha” com seus CDs mais antigos, livros didáticos de Design e criatividade, mais algumas fotos. Sua mesa de cabeceira branca, um abajur que detesta e alguns itens essenciais e claro… Remédios. Suas cortinas vermelhas cheias de personalidade.

Ao cheiro das velas cítricas, ao som de “Ice Dance – Danny Elfman” (trilha sonora de um dos seus filmes preferido), na cadeira desconfortável, envolta do seu mundo, da sua forma de expressar, dos seus remédios, de todas as coisas diferentes que possui (não tem nada normal aqui) e de sua cabecinha cheia de ideias.

Yep.

Meu mundo.

Músicas: “Ice Dance – Danny Elfman” (Eu sei que pode ser errado mas gostaria de ser enterrada ao som dessa música D: )

“Intro – The XX”

14ago 2017

Nu (Naked) || Resenha

Postado por às em Filmes

Hoje assisti um dos novos filmes da Netflix: Nu. Vi a propaganda do mesmo no facebook e vi que era com o Marlon Wayans. Sempre gostei dos filmes desse ator/produtor/roteirista, então é só ele lançar um filme que, mesmo sabendo que talvez seja MUITO RUIM (por exemplo: 50 tons de preto, inatividade paranormal haha) então assim que tive oportunidade, fui assistir!

Remake do filme Naken (2000), Rob Anderson (interpretado pelo Marlon) não é aquele partidão responsável que todo pai quer que a filha se case. Neste filme a pretendida é Megan Swope, interpretada pela Regina Hall. Esses dois são A dupla da comédia para mim <3 Achei que o tiro seria CERTEIRO vendo eles na telinha, juntos, novamente. E o que era pra ser um dia organizadinho e maravilhoso na vida dos dois pombinhos se torna um pesadelo para Rob! Ele acorda sem roupa em um elevador e descobre que não importa o que faça ele tem que repetir as últimas horas – voltando ao nu-pelado no elevador.

Para uma comédia com Marlon Wayans e Regina Hall eu achei bem menos “escrachado” (deu até para conhecer a voz séria dela), mas era algo que eu gostava muito nos dois – o exagero. Porém, devo pontuar que as comédias hoje em dia têm se transformado devido o “mimimi” (maioria das vezes necessário) do século. Quanto ao roteiro, por mais que seja no formato de que a pessoa tenha que voltar no tempo e repetir os mesmos fatos até achar uma solução, achei criativo em sua forma. Muitos desafios e personagem esperto (e nu!!) hahah.

E aí, já assistiu Nu hoje? 😛

04ago 2017

PRA MATAR A SAUDADE: 5 últimos vídeos no canal

Postado por às em Blog, Séries, Vídeopost, Vídeos

Ei, eu sei que faz um bom tempo que eu não posto aqui ou no canal! Sei que talvez você esteja chateado comigo – e tem todo o direito! Mas vim aqui, humildemente, pedir seu perdão e contar que de agora em diante as coisas vão melhorar e eu vou tentar não dar uma de fantasma novamente! Vai ser legal! Aproveitando isso, deixe nos comentários algumas sugestões de vídeos e posts que posso trazer por aqui!! :)) Estou preparando vários posts e vídeos, coisas novas pra poder bombardear esse blog novamente de coisas legais. Mas enquanto isso, vamos falar sobre os últimos vídeos postados no canal – e sim, faz muito tempo que está parado, infelizmente. 🙁 Eu nem mesmo fiz posts com o cabelo ruivo né? kk

 

  • #TBR – Livros em inglês | 2016 

Nesse vídeo conto para vocês alguns dos livros em inglês que mais sinto vontade de ler!

  • Só mais uma falando sobre STRANGER THINGS

Há 10 meses atrás coloquei um vídeo no canal falando sobre Stranger Things. Óbvio que não fui a primeira e nem a única, mas precisava dar a minha opinião sobre a série. Confira:

  • Canterbury Classics | “Amostra” o livro

Vocês já estão familiarizados com o quadro “Amostra o livro” no canal? São vídeos mais conceituais e que mostram cada detalhe das edições de livros mais lindas desde mundooo haha São vídeos mais curtinhos e conceituais. E o mais ‘recente’ deste quadro foram 3 livros da coleção Canterbury Classics, olha só:

  • Testando Maquiagens novas

Pois é! Quem já imaginou que eu, Camy, estaria falando sobre MAQUIAGENS no meu canal e ainda por cima começando um vídeo SEM maquiagem?? Coraaaaagem!!!

  • 4 séries favoritas canceladas

No último vídeo postado (Até este post ok?, em breve isso mudará!) no canal foi sobre 4 das minhas séries favoritas que foram CANCELADAS, cara!! Vídeo de total indignação!

 

UP!