Convidados | Escrito na Madrugada

/ Convidados

20maio 2016

1ª meta cumpridíssima yeah

Postado por às em Convidados, Viagem, Vídeos

E aiiii galerinha, tudo bem ? Quem fala aqui é a Kelly.
Tenho uma experiência incriiiiivel pra compartilhar com vocês… EU PULEI DE PARAQUEDAS ( muito amor envolvido nisso)
Mas como assim ? tu é doida ? não ficou com medo não?
NÃO gente não sou doida e não da nem tempo de sentir medo ( pelo menos eu que sempre quis pular rs). É uma das melhores sensações do mundo, sério! Libertador, traz uma sensação única, felizes são o que vivem disso, porem o tempo é cuuurtíssimo, é um minuto de queda livre, e cerca de uns 3 minutos depois que abre o paraquedas, mas vale muito a pena.
E se você tem vontade e nunca foi porque acha que tem um preparatório exuberante, fia tranquilo, eles explicam tudo bem rapidinho antes de você pular, e é super tranquilo pois você pula com seu instrutor, mas uma coisinha não é nada legal, mas tem saída… você não pode filmar com sua câmera de esporte ( só faço propaganda se patrocinar hehe), pois lá em cima é difícil controlar as coisas (seu corpo mesmo rs), então a empresa oferece pacote de fotos e vídeo, que no meu caso foi 150 pilas com vídeo e 200 fotos, mas é algo que vale a pena pra quem nunca pulou.
Bom então vamos lá pras fotos e vídeo ? UHUUUl

ps: se você tem algum problema respiratório tipo asma, fique tranquilo só parece que você não esta respirando, mas esta sim :p

GOPR9180 35

GOPR9185 46

GOPR9185 45

GOPR9185 08

GOPR9183 085

local: Boituva, São Paulo.

31dez 2015

Respeito é bom e eu gosto!

Postado por às em Convidados, Filmes

Falemos um pouco desse tal de respeito então.

Ainda temos com frescor em nossas memórias a obra-prima que foi Mad Max – Estrada da Fúria, filme que trouxe George Miller de volta aos holofotes, trazendo sua maior franquia de volta. A decisão da Warner de trazer o diretor original pode ser considerada uma das mais acertadas, pois quem melhor para dar continuidade ao seu universo do que o próprio mentor? O filme além de ter sido brilhantemente construído, montado e editado, com seus efeitos práticos, personagens carismáticos e cenas de tirar o fôlego (nada que um bom fã da franquia já não esteja acostumado) ainda fez o principal, manteve o que já havia sido estabelecido nos filmes antigos, respeitou seu próprio universo e apesar de Max ter claramente menos importância que a Imperatriz Furiosa, o tom do filme permanece intacto.

Mad Max: Estrada da Fúria - A bilheteria fraca não reflete a opinião de fãs e críticos

Outros exemplos como Mad Max ainda existem, como o recém-lançado Star Wars – O Despertar da Força, que consegue agradar ao público antigo, apresentar a franquia para os mais jovens e ser diferente do original sem perder o embalo. É claramente uma continuação da trilogia original e prova de que J.J. Abrams sabe o que faz.

Temos Creed, que por mais que já tenha lançado lá fora chega aqui só ano que vem com a promessa de ser ao mesmo tempo uma homenagem e uma continuação a história do ícone Rocky Balboa (minha série de filmes preferida de todos os tempos a propósito) e acredito que vá conseguir.

Mas aí, nós temos coisas como Jurassic World, que conseguiu além de ser um filme essencialmente ruim, com efeitos visuais pobres (algo imperdoável hoje em dia) não manteve sequer o tom dos filmes originais. Eu sei que tem um monte de “Fan-service” no filme e aquela cena dos portões se abrindo no início foi até emocionante, mas as qualidades do filme acabam aí. Um filme conveniente, onde tudo o que acontece é facilmente explicado por “A criatura tem o DNA do animal x”. Sério isso? Sério que reduziram a série Jurassic Park a isso? O que é aquele personagem do Vincent d’Onofrio? A motivação dele é vazia, o carisma chega a ser negativo e tudo o que ele faz é ruim. Terminei de assistir com raiva da vida e é esse sentimento que nos é causado quando desrespeitam algo que gostamos.

Quem aqui entendeu as várias linhas temporais de “Exterminador do Futuro – Gênesis”? Eu não, e apesar de ter gostado do filme (não nem explicar o motivo), não deu pra engolir John Connor como vilão, ou o T-800 velho enfrentando sua versão recém chegada ao ano de 1984 (eu sei, essa cena ficou transante demais, apesar de tudo) ou T-1000 como ameaça-mor da parada até aquele momento! Até mesmo a própria criação do “Genesys” ficou estranha e simplesmente não combinou com o cânone.

O perdão por ter alterado e literalmente não ter dado intencionalmente importância para o que aconteceu nos filmes anteriores deve ser concedido a X-Men – Dias de um Futuro Esquecido, pois a intenção ali realmente foi rebootar sem ser um reboot, poder trabalhar novas situações sem precisar estar amarrado com o passado, trabalhar novos horizontes sem se preocupar com os absurdos e incoerências da primeira trilogia (é isso que dá a falta de planejamento). Esse recurso de viagens no tempo já foi muuuuuito utilizado nos quadrinhos, mas ainda é um conceito não plenamente estabelecido no cinema para esse tipo de situação, apesar disso, funcionou com maestria e Bryan Singer conseguiu cumprir seu objetivo em criar a ponte perfeita para X-Men Apocalypse.

Além de juntar as duas gerações de mutantes, o mais recente capítulo da franquia consertou os buracos e praticamente anulou X-Men 3 da história.

Esse é um sentimento visto em qualquer categoria de fã, mas nós temos tendência a ser um pouco ainda mais “cricas” com relação as obras que amamos. Eu particularmente ainda tendo a aceitar as mudanças feitas em relações a adaptações, sejam de quadrinhos ou de livros, afinal de conta é um novo universo que está sendo criado ali. Mas passamos anos esperando e acompanhando o desenvolvimento daquela obra que nos empolga e até nos tira o sono em algum momento, o mínimo que esperamos é que não sejamos insultados e que nossas obras favoritas sejam honradas!

06dez 2015

O que certamente combina com tudo ?

Postado por às em Blog, Comportamento, Convidados, Pessoal

Sabe aqueles dias que você não pensa em nada ? Bom, eu não sei rs minha mente é um turbilhão, chega dar dor de cabeça de tanto que eu penso em tudo e sobre tudo… Enfim, esses dias resolvi fazer uma lista do que combina com tudo. Isso mesmo, com TUDOOOO.

AVISO : Vocês podem achar essa lista bem estranha ( e é), porque é bem aleatória.

Vamos lá.

A primeira coisa que veio na minha mente, assim bem de imediato mesmo foi BLAZER, sim, blazer. Se você for homem combina com jeans, social, sapato, sapatenis, “all star”, e se for mulher, vixi é uma lista infinita… saia, vestido, jeans, sorts, salto, sapatilha ET CETERAS hahah

920@70

Pois bem, a MÚSICA veio logo em seguida, porque se vc ta triste, escuta uma música que piora ou melhora (Pablo) heheheh agora se você estiver felizão, ligado nos 220 W, partiu eletrônico certo? CEEEEERTO hahahah

(ps: a Gigi é muito sexy, OH GOD)

CHOCOLATE, sempre que você quer comer um doce você pensa em chocolate ou em algo que vai chocolate, ou quando você não sabe o que dar de presente, vai um chocolate ? 😛 (se você falar que não gosta de choc… você é estranho mas ok, gosto de ti, sobra mais pra mim HAHAHAHAH)

timthumb

BATATA FRITA   a qualquer hora é bem vinda, principalmente se for sorvete ( não ache estranho, é muito bom )

HerroFloFries1

Sabe quando você junta a galera e depois de um tempo já ta todo mundo morrendo ? Se falar que nunca aconteceu isso contigo, amigo, quero o segredo rs Então pra essas horas e pra muitas outras servem os FILMES, adoroooooooo ehehehe

teenagers_watching_movie_42-17458086

Cara, deu até sede agora , sim vou falar de ÁGUA, amo água, seja pra beber, pra se molhar. Água é vida (literalmente)

247180737

Falando em se molhar, gosto muito de praia, e para poder desfrutar bem e pegar aquele bronze tem que ter SOOOOL, até porque odeio ficar carregando guarda chuva. Mas também não precisa estar com a sensação do SAARA, né? É!

20150113230242_ZjQXJ

E falando de sol e água, me lembra que VIAJAR combina com tudo, serio quem não gosta de fazer uma viagenzinha ou pelo menos um bate volta ? Se eu pudesse minha vida iria ser na base dos mochilões <3

5013 (1)

E falando disso tudo, uma das coisas que eu amo, é registrar os momentos. Pois FOTOGRAFAR me faz ficar calma, e acho uma beleza muito grande nas fotografias…

9bab79591db07fd4a01b2eb6d2622461

E Por ultimo porem não menos importante ( bem clichê essa frase, sei disso) PESSOAS, sim, pessoas combinam com tudo rs pra ser amiga, pra te fazer companhia, pra ser amada…

8WCF1ArsL3NUK77jKZA7q5

21jul 2015

O mar da alegria quase me afogou

Postado por às em Convidados, Pessoal, Textos

f9394880aaeccf195802197513d35857

Coração fremindo, pensamento tumultuado, totalmente perdida… Estado ao qual me encontro.

Há coisas que parecem perfeitas, e podem até ser aos nossos veres, que flui sem dificuldades, feito correnteza de riacho, mas por algum motivo, algo tem que dar errado, mesmo que seja a paranóia de que pode não dar certo… Mas como assim ?

Isso mesmo, o medo de que não der certo (o que é perfeito), faz com que desande!

Já fez isso consigo mesmo ? Então bate aqui e vá se tratar se ainda faz.

Como pode alguém detonar a própria felicidade por medo do futuro ? Sendo ele totalmente (ou quase) incerto! Pois é, o medo do futuro, medo de que não dê certo, me fez quase perder alguém que, bom… Esta (e continuará) sendo o meu -porto seguro- meu leme, minha âncora e minhas velas.

O medo de me entregar de cabeça, alma e corpo, me fez perder algumas coisas na vida ( isso que tenho apenas 19 lindas orquídeas), porém, dessa vez não perderei a dádiva com a qual fui presenteada. Pois o melhor da vida é ser ágape, e melhor ainda é recebe-lo como forma de gratidão.

Contudo, não me arrependo das coisas que perdi no passado por medo, pois me ensinaram muito, e esse “muito” está sendo útil agora, com a pessoa que vê um futuro ao meu lado, e facilmente tirou a neblina dos meus olhos para que eu pudesse ver também. Até porque, ser feliz sozinho é possível, mas descobrir a felicidade a dois é mais gostoso.

12dez 2013

Participação Especial – O que você vai ser quando crescer?

Postado por às em Convidados
Jornalista

        Será que é tão difícil de entender as dúvidas que surgem em nossas vidas? Tomar decisões importantes não é nada fácil, imagina então quando o assunto é carreira profissional. E é claro, que eu também não sabia o que fazer aos dezessete anos. Só sabia que queria seguir qualquer coisa ligada à saúde. Sempre sonhei em salvar vidas e ajudar os outros. Mas quando conheci o jornalismo, fiquei simplesmente apaixonada. Descobri nessa profissão uma nova forma de ajudar os outros. Encontrei nela a possibilidade de realizar vários sonhos fazendo o que mais amo – escrevendo! 
E quando tive que decidir, sim, eu tive certeza do que queria. Eu seria uma jornalista! Prestei vestibular no dia 27 de novembro de 2011 para o curso de Comunicação Social – Jornalismo da Univali, em Itajaí, que dura três anos e meio. Sim, eu moro em Blumenau e estudo em Itajaí! Então o jeito é ir e voltar todos os dias de ônibus. Mas pense em um ônibus animado! Só vão estudantes, muitos deles futuros jornalistas, então a bagunça está garantida. Passo a maior parte da viagem de ida lendo – sim para ser jornalista você deve ler MUITO – ou dormindo (algo que não faço muito em outras horas, hahaha). Mas na volta, é bagunça, conversas e risos o caminho todo!
Hoje, já finalizei quatro semestres do curso. E há um ano e meio faço estágio em uma das melhores assessorias de imprensa do mundo. Encontrei em meu trabalho toda a alegria de ser jornalista, de fazer aquilo que se ama e ao mesmo tempo ser feliz! Ver a alegria e a vontade dos profissionais à minha volta – tanto professores, quanto colegas de trabalho – só me dá mais forças para continuar em busca do meu sonho.
Mas se você está em dúvida ainda, não esquenta! A decisão é difícil, mas é necessário arriscar. Tente participar de palestras que falem sobre a profissão e converse com profissionais da área. Fique ligado: todo mês de outubro na Univali acontece o OPA (Opção Profissional por Área). O evento oferece palestras e oficina gratuitas sobre diferentes áreas de atuação. E se você decidir ser um futuro jornalista, seja muito bem vindo a melhor profissão do mundo! 

Escrito por Aline Gabrielle Pukall, grande e linda amiga minha!

UP!