Apollo | Escrito na Madrugada

/ Apollo

27jan 2016

Creed: Nascido para lutar – e fazer marmanjos chorarem

Postado por às em Filmes

O primeiro filme da série “Rocky” chegou aos cinemas em 1976 escrito e estrelado por Sylvester Stallone e faturou três estatuetas do Oscar no ano seguinte, melhor filme, melhor diretor para John G. Avildsen e melhor edição, além de outras sete indicações que acabou não levando.

Apollo-Creed-Rocky

Além de ser uma série com uma das trilhas sonoras mais marcantes da história, Rocky sempre trouxe a tona temas sérios como criminalidade, superação, problemas familiares, financeiros, até a guerra fria já foi pano de fundo para a série com Rocky IV.

anw46mxe

Agora, foi a vez do diretor Ryan Coogler trazer Creed – Nascido para Lutar. Uma homenagem que funciona como remake, reboot, continuação, tudo em um só filme. Aqui Rocky não é mais o centro das atenções, mas sim o Adonis Johnson, filho bastardo de Apollo Creed, rival e amigo de Rocky nos filmes originais. O personagem de Johnson, interpretado por Michael B. Jordan sonha em seguir os passos do pai que morreu antes dele nascer, mas ele se recusa em usar o nome Creed e deseja construir o próprio legado, para isso pede para que Rocky o treine. Jordan convence no papel e mostra todo o talento do jovem ator, além de Sly estar impecável reprisando seu melhor personagem da carreira. Rocky Balboa é trazido à vida mais uma vez com maestria fazendo com que a indicação de melhor ator coadjuvante fosse feita à Stallone, estamos na torcida.

zs97nohb

Minha relação de amor com Rocky vem de berço, não me recordo quando foi a primeira vez que assisti a algum filme da franquia, não lembro se assisti na ordem e muito menos quantas vezes já assisti cada um dos seis filmes (fora Creed) já lançados, mas uma coisa eu sei, foi Rocky que me ajudou a não desistir em muitos momentos da vida (não que ela seja muito longa, mas hei! Cada um com seus problemas) e foi graças a Rocky que sonhei durante anos em ser pugilista, e ainda quero praticar boxe hoje em dia, só para desestressar mesmo.

Mais do que um filme sobre Boxe, Rocky ensinou gerações a não desistir perante o primeiro fracasso, e que mesmo com as derrotas podemos aprender com nossos próprios erros e que quando tentarmos novamente, melhor preparados, o desafio já não será mais tão assustador. Reza a lenda, que em meu último porre eu gritava coisas como “Se o Rocky não desistiu eu também não vou desistir!”, e “O Apollo morreu lutando!!!!! Todos temos nossas lutas!!!” e não duvido que tenha feito isso mesmo, considerando que essa franquia sempre mexeu com meu emocional.

dsqm01kv

Assistir a Creed no cinema, com a companhia perfeita, diga-se de passagem, foi uma das melhores experiências dos últimos tempos. A brincadeira com a trilha sonora que nos deixa na expectativa, aguardando ouvir a clássica música tema da série que toca no momento perfeito, a fotografia impecável, as cenas brilhantemente coreografadas e filmadas com habilidade excepcional, fizeram com que eu voltasse a ter doze anos novamente, dei socos no ar, vibrei e acompanhei baixinho a torcida no coro de “Creed! Creed! Creed!” além de ter sentido um pouco de suor escorrendo dos meus olhos.

oh1xyjcz

Ah Rocky, como foi bom vê-lo novamente.

UP!