Gordofobia | Escrito na Madrugada

/ gordofobia

30ago 2017

#30DiasDeEscrita – Day 2: Estamos retrocedendo?

Postado por às em Pessoal, Textos

Day 2 – Escreva sobre algo histórico | Estamos retrocedendo?

Quando abro a internet, muitas coisas me lembram épocas históricas perturbadoras. As pessoas ao mesmo tempo em que têm um espaço para expressar seus pensamentos de forma livre, não podem ser completamente livres dos pensamentos expressados pelos outros. A era de caça as bruxas parece que nunca realmente acabou. Não sou do tipo que acredita que homosexualidade, questões de gênero, feminismo etc só estão começando a existir agora. Não! Sempre existiram mas, assim como eu penso, chegou a hora de se libertar! Com tanto avanço na ciência, tecnologia e – com certeza em alguns – jeitos de pensar, já era hora de percebermos que todos somos diferentes. Ninguém é igual à ninguém. E que bom que isso não acontece! O mundo não andaria pra frente se fôssemos todos médicos, engenheiros, designers, etc. Temos as nossas diferenças pois precisamos das mesmas.

Óbvio que é compreensível pessoas mais velhas com tais pensamentos repressivos, cresceram com diálogos dizendo que tudo isso era errado e provavelmente tentarão educar seus futuros familiares ao mesmo tipo de raciocino. Porém, quase 90% dos Brasileiros (vou focar no Brasil. Preconceito existe em todos os lugares mas ainda vivo aqui e ainda vivo a realidade brasileira) possui internet, possui acesso à informação. Muito fácil sair da caixinha e perceber que homossexualidade não é motivo pra torturas, tatuagens não significa que a pessoa será presa ou não terá futuro, que a mulher nasceu para servir o homem.

  “Ai Camila você não pode falar sobre isso porque não vive”
MAS OI?

Eu tenho OLHOS. Eu SINTO. Vejo meus amigos passarem por preconceitos A B S U R D O S que me fazem pensar que não estamos espiritualmente vivendo na mesma época que esta pessoa preconceituosa. Meu querido, acabou suas desculpas pra isso. O próprio idioma interfere um pouco quando queremos nos expressar – porquê existir elE ou elA, falta algo mais! Já está na hora de nos colocarmos em frente às portas de câmaras de gás, em frente à fogueiras injustas, em frente e enfrentando essas opiniões mesquinhas. Muitas profissões foram criadas, outras deixaram de existir. Porque você acha super divertido receber pornografia inadequada por um tijolo digital na sua mão e acha errado duas pessoas do mesmo sexo se amarem e respeitarem, criando famílias – oportunidades para tantas crianças querendo amor pelo mundo! A bandeira que eu seguro é a bandeira do amor. E nele você vê o respeito, carinho liberdade de expressão, bondade, cumplicidade, empatia. Tudo o que peço e espero… É que continuemos à partir de 2017, que não retrocedamos. E então poderemos marcar o século XXI como um dos mais revolucionários, o século que mudou toda a história.

 

Música: Pabllo Vittar – Tara

 

UP!